REVISTA ALTERNATIVA
A FAMÍLIA DE SOBRENOME SUCESSO!
 
TWITER - FACEBOOK - EMAIL - FANPAGE
 
 
Pós-Pandemia: O que esperar dos hábitos de beleza?
 
 

Magda Rocha, professora do curso de Estética e Cosmética da Cruzeiro do Sul Virtual, sugere que haverá um aumento pela procura de tratamentos estéticos

São Paulo, 23 de setembro de 2020 – Os cuidados com o rosto, o conhecido skincare, cresceram durante o período de pandemia. O Google Trends, ferramenta do Google que mostra os termos mais buscados em um passado recente, registou um aumento significativo pelo termo skincare em 2020. Além disso, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (Abihpec), as vendas de produtos de higiene e beleza, fecharam com números positivos nos primeiros cincos meses deste ano.

Para a professora Magda Rocha, do curso de Estética e Cosmética da Cruzeiro do Sul Virtual, a tendência é que no pós-pandemia, este número seja ainda maior. A especialista aponta que as pessoas tendem a procurar cada vez mais por tratamentos estéticos. Além disso, Magda explica que devido ao novo comportamento das pessoas nesse isolamento social, problemas de pele tiveram uma maior propensão em afetar os indivíduos, sobretudo as mulheres.

“A pandemia mudou, inclusive, a estética das pessoas. Enfatizo a acne e a oleosidade, devido ao uso excessivo da máscara de proteção, a hipercromia, que são as manchas que podem escurecer pelo excesso de luz visível do celular ou computador; celulite e gordura localizada, pelo aumento do consumo dos alimentos e o sedentarismo, são muitos fatores que indicam um aumento dos hábitos e da busca pela beleza da pele daqui para frente”, argumenta a professora.

A especialista indica ainda que o fechamento temporário de salões e clínicas de beleza, por exemplo, direcionaram o público presencial desses locais, para a internet, aos conteúdos de dicas práticas de beleza.

“O número de consumidores virtuais de beleza também teve um crescimento nesse período. Vemos um alto número de pessoas sob a influência das redes sociais. Além disso, o fácil acesso às compras on-line de produtos e a necessidade que as pessoas sentiram de se cuidar nesse momento, foi explícito. Não há dúvidas que no pós-pandemia, no curto, médio e longo prazo, teremos um alta na oferta e procura”, justifica.

Nesse contexto, Magda pontua que apesar da facilidade que as redes sociais oferecem, com informações e produtos, as pessoas não podem esquecer de consultar um especialista da área cosmética e dermatológica, pois o que funciona para uma pessoa, pode ser prejudicial para outra.

“É importante sempre seguir as orientações de um profissional da área sobre produtos e modo de usar. Por exemplo, quanto a um sabonete, loção tônica e protetor solar para os cuidados diurnos. Precisamos saber a qualidade desses produtos. E ainda receber algumas dicas profissionais sobre a própria aplicação, por exemplo: no período da noite, ao invés do protetor, o adequado é utilizar um sérum ou um nutritivo. Essas dicas básicas fazem toda a diferença e além do Dermatologista, o Tecnólogo em Estética e Cosmética e o Fisioterapeuta Dermatofuncional, são alguns dos profissionais qualificados que podem  também orientar desde a indicação correta até o modo de usar”, avalia.

Outra tendência levantada pela especialista, é quanto ao aumento pela procura de terapias alternativas ou rituais de relaxamento, a fim de diminuir o estresse e ansiedade ocasionados pelas mudanças que a sociedade passou em 2020. Essas terapias alternativas são: meditação, acupuntura, yoga, musicoterapia, reiki, entre outras. “Novamente destaco esse ponto importante, que antes de qualquer procedimento ou uso de produtos, sempre é bom buscar uma ajuda profissional”, explica.

 
 
     
     
TWITTER : twitter.com/RAlternativa    
FANPAGES : facebook.com/revistaalternativa.bahiabrasil facebook.com/trofeuoscarfolia  
E-MAILS : gguirra90@gmail.com    
ZAP : (75) 99155 9399    
     
Jesus com a Gente!