REVISTA ALTERNATIVA
A FAMÍLIA DE SOBRENOME SUCESSO!
 
TWITER - FACEBOOK - EMAIL - FANPAGE
 
 
Tebas, paulista escravizado, reconhecido arquiteto 200 anos depois
 
 

Esquecido pela história, Tebas restaurou a Catedral da Sé e fez fachadas de igrejas importantes na região central no século XVIII
Por Rafaela Bonilla 

No século XVIII, um homem escravizado, conhecido como Tebas, ficou conhecido por dominar a arte da cantaria, ofício de talhar pedras em formas geométricas para construções, e criar projetos para edificações, principalmente religiosas, no centro da cidade. Além de ter ornamentado a fachada de endereços como a antiga igreja do Mosteiro de São Bento, ele ergueu o primeiro chafariz público da chafariz público da capital, o da Misericórdia, instalado na atual rua Direita 

Lá, ponto de encontro de homens e mulheres escravizados que iam buscar água para seus senhores, falava-se de um tal de Tebas, nascido em Santos e de provável família africana 

(de quem, especula-se, teria aprendido as habilidades). Seu nome verdadeiro era Joaquim Pinto de Oliveira, e o chafariz ficou conhecido pelo apelido mesmo após sua morte, em 1811.

Teve no currículo como reforma mais emblemática a da antiga Catedral da Sé, demolida em 1911. Tebas tinha como seu proprietário um mestre de obras, Bento de Oliveira Lima, que morreu antes de o trabalho ser finalizado e sua família, endividada, precisou vender o serviçal para a Igreja 

portinari e os verdadeiros donos da terra

 

Leia mais em: https://vejasp.abril.com.br/blog/memoria/escravo-arquiteto-tebas/

 

 
PODCAST
 
     
     
TWITTER : twitter.com/RAlternativa    
FANPAGES : facebook.com/revistaalternativa.bahiabrasil facebook.com/trofeuoscarfolia  
E-MAILS : gguirra90@gmail.com    
ZAP : (75) 99155 9399    
     
Jesus com a Gente!