REVISTA ALTERNATIVA
A FAMÍLIA DE SOBRENOME SUCESSO!
 
TWITER - FACEBOOK - EMAIL - FANPAGE
 
 
Campanha sobre violência contra as mulheres usa clipe de Simone e Simaria sem voz para alertar sobre a importância de não se calar diante de agressões
 
 

A ação é revelada no Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher com a participação de celebridades

  Resultado de imagem para Campanha sobre violência contra as mulheres usa clipe de Simone e Simaria sem voz para alertar sobre a importância de não se calar diante de agressões

Qualquer mulher, independente de raça, etnia, idade ou classe social, pode estar sujeita a diversos tipos de violência, sejam eles físicos ou psicológicos. Para que mais mulheres denunciem abusos e maus tratos, o Governo Federal  lança uma nova campanha. A ação #Vctemvoz, da SECOM (Secretaria Especial de Comunicação Social- Secretaria de Governo/PR) , criada pela Artplan, quer incentivar as mulheres a não se calarem em caso de agressões, acionando o canal de denúncia 180 – Central de Atendimento à Mulher – e parte do conceito “Denuncie. Você tem voz”.

 

Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, 25 de novembro, diversas ativações estão sendo realizadas ao longo de todo o dia para chamar a atenção para a importância de se falar sobre o assunto. A dupla de cantoras sertanejas Simone e Simaria lançaram em suas redes sociais e YouTube, às 9h, um clipe inédito, sem os vocais, mas com cenas implícitas (easter eggs). Nele, é possível escutar todos os instrumentos, menos a voz das cantoras. Tudo leva a crer que se trata de um problema técnico, mas, na verdade, não é. Simultaneamente, bumper ads com as cantoras chamando a atenção para o clipe foram veiculados na Internet. 

 

Em seguida, as personalidades Flávia Pavanelli, Andressa Suita e Thais Fersoza divulgaram stories com comentários sobre o clipe e sobre o inusitado do vídeo de não apresentar voz na música de duas cantoras já conhecidas e com algumas cenas estranhas. Além disso, as influenciadoras Taciele Alcolea, Mari Maria, Shantal Verdelho, Juliana Goes, Mariana Felício, Niina Secrets e Fabíola Melo, entre outras, postaram alguns stories em silencio total, como uma forma de protesto. O objetivo foi gerar buzz para despertar a curiosidade das pessoas sobre o suposto motivo da divulgação da nova música não ter sido em sua forma completa. 

 

O programa Hoje em Dia, exibido a partir das 11h30 pela TV Record, também participou da ação. Em certo momento, o apresentador Cesar Filho chama as suas colegas Ana Hickmann e Ticiane Pinheiro para interagirem com ele durante a exibição de um conteúdo. As duas apresentadoras permaneceram em silêncio e fez com que Cesar Filho seguisse no comando sozinho.

 

Às 16h, o mistério da ação foi revelado e o clipe da dupla sertaneja divulgado, desta vez com voz, com uma letra que remete à importância de não se calar e denunciar casos de violência, sejam os envolvidos vítimas ou testemunhas de um ato de violência. Bumper ads atualizados, peças display e 30” não puláveis também passam a fazer parte da estratégia de divulgação da campanha.  

 

As influenciadoras, então, voltaram a se pronunciar em suas redes sociais, agora sobre a versão com voz do clipe, e ajudaram a viralizar a hahstag #vctemvoz, ao mesmo tempo que chamaram o público para assistir ao vídeo. E para esclarecer a ação no programa Hoje em Dia, a apresentadora Ana Hickmann foi a convidada do Cidade Alerta para falar sobre o momento em que ela e as demais apresentadoras ficaram em silêncio em seu programa. Ana também abordou a importância de se conversar a respeito deste tema, que apesar de amplamente debatido, ainda é um tabu entre as mulheres, que têm medo de denunciar seus agressores. 

 

Por fim, o apresentador do programa TV Fama, Nelson Rubens, exibido pela Rede TV, explica toda a estratégia da campanha, a participação das celebridades, e incentiva todas as pessoas a terem voz para denunciar qualquer tipo de abuso e violência. Entram no ar também peças publicitárias em diversos canais de comunicação, como TV, rádio e redes sociais reforçando a campanha. 

 

Link clipe mudo: https://www.youtube.com/watch?v=qkrEnOVsMV0&feature=youtu.be

Link clipe com som: https://www.youtube.com/watch?v=6JDaygqls3k&feature=youtu.be

 

 

As artistas 

As cantoras Simone e Simaria são duas das maiores expoentes do ritmo sertanejo que toca nas rádios de todo o Brasil. Conhecidas como As Coleguinhas, a dupla do Feminejo está presente em diversos programas da televisão e tem um alcance de milhões de pessoas nas redes sociais. A última música lançada pelas artistas, “O que é, o que é”, atingiu, em cerca de um mês, mais de 11 milhões de visualizações no YouTube. 

 

Histórico #Vctemvoz 

Em 2018, em campanha sobre mesmo tema, a Artplan também elaborou uma ação dividida em duas fases, a de aquecimento e de revelação, que trouxe como peça central a música “Coração pede socorro”, interpretada pela cantora Naiara Azevedo, especialmente para a iniciativa. A princípio, parecia mais uma música de amor sertaneja. A letra remeteu a situações românticas para quem ouvia a canção pela primeira vez, mas todos os versos apresentaram um duplo sentido, em que uma mesma palavra de amor, também pôde ser contextualizada para situações de violência. A campanha foi amplamente premiada e garantiu para a Artplan o Leão de Ouro no Festival de Cannes deste ano. 

 

Dados alarmantes 

As estatísticas de violência contra a mulher preocupam. No país, conforme dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a cada hora 536 mulheres são agredidas. Das mulheres que possuem entre 16 e 24 anos, 66% sofreram algum tipo de assédio no último ano. Segundo a Central Ligue 180, 70% das agressões ocorrem dentro de casa. Em 86% dos registros do Ligue 180, as agressões foram cometidas por pessoas do sexo masculino. Na maioria dos casos, a violência é diária.

 

Ligue 180 

Por meio de ligação gratuita e confidencial, esse canal de denúncia do MDH funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, no Brasil e em outros 16 países: Argentina, Bélgica, Espanha, EUA (São Francisco e Boston), França, Guiana Francesa, Holanda, Inglaterra, Itália, Luxemburgo, Noruega, Paraguai, Portugal, Suíça, Uruguai e Venezuela. O serviço também é oferecido por e-mail (ligue180@mdh.gov.br) e Ouvidoria Online. 

 

Letra da música:

Versão Gravada - Amor que dói

Por muito tempo eu fiquei calada

Mesmo vivendo tanta coisa errada

Um pesadelo que não tinha fim

Sempre era assim

E essa rosa agora não adianta nada

Mais uma vez, sua desculpa não apaga

As marcas dessa dor, que você deixou

E a gente não se olha mais do jeito que se olhava

Você não toca em mim do jeito que você tocava

Amor que dói

Não é amor (não não não não não..)

E a gente não se ama mais do jeito que se amava

Você não toca em mim do jeito que você tocava

Amor que dói

Que cala a voz não é amor

Eu não calo minha voz

Vou gritar por todas nós

Eu não calo minha voz

Não não não não

Eu não calo minha voz

Se for preciso vou gritar por todas nós

Eu vou deixar meu coração falar

Saber que eu me amo e não vou me calar

Se atinge uma

Atinge todo mundo

Machuca uma

Machuca todo mundo

Você não tá sozinha não

Então porque não tira sua voz do mudo

E a gente não se olha mais do jeito que se olhava

Você não toca em mim do jeito que você tocava

Amor que dói

Não é amor (não não não não..)

E a gente não se ama mais do jeito que se amava

Você não toca em mim do jeito que você tocava

Amor que dói

Que cala a voz não é amor

Eu não calo minha voz

Vou gritar por todas nós

Eu não calo minha voz

Não não não não

ASSISTA O VIDEO: https://www.youtube.com/watch?v=6JDaygqls3k&feature=emb_logo

 
#rA1
 
     
     
TWITTER : twitter.com/RAlternativa    
FANPAGES : facebook.com/revistaalternativa.bahiabrasil facebook.com/trofeuoscarfolia  
E-MAILS : gguirra90@gmail.com    
ZAP : (75) 99155 9399    
     
Jesus com a Gente!