REVISTA ALTERNATIVA
A FAMÍLIA DE SOBRENOME SUCESSO!
 
TWITER - FACEBOOK - EMAIL - FANPAGE
 
 
III Encontro sobre Segurança Escolar
 
 

 

Ronda Escolar da 67ª CIPM apresenta estatísticas de 2017

Aconteceu na manhã desta quarta-feira (20), no auditório do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães em Feira de Santana o III Encontro sobre Segurança Escolar com o objetivo de traçar as metas de fortalecimento do Projeto Ronda Escolar para 2018.

Na oportunidade foram apresentados os dados relativos a esse ano, como número de pessoas abordadas totalizando 4.008 com o intuito de evitar a aproximação de estranhos ao ambiente escolar e possível comercialização de drogas, número de veículos abordados nos entornos das escolas (carro e moto) totalizando 540 evitando assim o aliciamento e prostituição infanto-juvenil e estabelecimentos comerciais abordados totalizando 34 como forma de coibir a venda de bebidas alcoólicas para os alunos. Dentro dos colégios a Ronda Escolar interviu realizando 43 palestras, 62 mediações de conflitos e duas apreensões de maconha

Participaram da reunião, membros das instituições que fazem parte da REDE de enfrentamento a violência escolar além de representantes de algumas escolas de Feira de Santana e São Gonçalo dos Campos. Representando a Policia Militar da Bahia estiveram presentes o Major PM Garcia comandante da 67ª CIPM, a Tenente PM Fátima coordenadora da Ronda Escolar, além de parte do efetivo de policias militares que compõem a Ronda.

Atualmente a Ronda Escolar atende a uma média de 115 escolas que estão na área de cobertura da 67ª CIPM, sendo dessas 85 em Feira de Santana e o restante em São Gonçalo dos Campos. A projeção da Ronda para o ano de 2018 é que alguns programas sejam implementados como maneira de fortalecimento desse projeto que já vem colhendo frutos desde que foi reestruturado em 2014 na gestão anterior e vem se aprimorando a cada ano desde que o Major PM Garcia assumiu o comando da Companhia. Fonte: https://www.facebook.com/rondesc67cipm/

Durante a explanação o Major Garcia desabafou ao dizer que: "A Polícia Militar está se sentindo abandonada, onde está os outros órgãos que assistem a Segurança Pública"?

No cenário atual se faz necessário uma atuação mais efetiva de todos os órgãos/equipamentos, segundo o Major, depois que um menor infrator por codinome "Perigo" que pairava a suspeita de 11 homicídios do bairro aviário foi preso, o índice de homicídio no ano passado que foi de 25 mortos, esse ano foi reduzido pra 14 mortos, foi uma diminuição considerável, mas não o almejado ainda, mas tudo isso só foi possível pela parceria com Ministério Público, que manteve o menor infrator apreendido. 

A Secretaria Municipal de Educação - SEDUC vem promovendo nas Escolas da Rede encontros com os órgãos/equipamentos para juntos tentar equacionar uma conta que não fecha. Todos precisam assumir seu papel perante esse contexto que já adentrou os murros das nossas escolas. De forma preventiva a SEDUC vem desenvolvendo paralelamente projetos que abordam a violência nas suas diversas manifestações a exemplos do Bullying.

NÃO É UM PROBLEMA EXCLUSIVO NOSSO!

Pesquisa realizada com 41 países  apontam que 34% não se sentem seguras em suas escolas. 

Fica agora um questionamento... Se o futuro do nosso país está nas escolas, de que forma a sociedade civil juntamente com os poderes públicos vão atuar efetivamente para tirar tanto estudantes quanto comunidade escolar dessa situação de vulnerabilidade social que se encontram?

Por Raquel Guirra/Psicopedagoga

 

# REVISTA
 
     
     
TWITTER : twitter.com/RAlternativa    
FANPAGES : facebook.com/revistaalternativa.bahiabrasil facebook.com/trofeuoscarfolia  
E-MAILS : revista@revistaalternativa.com.br euquero@revistaalternativa.com.br girlanio@revistaalternativa.com.br
ZAP : (75) 99155 9399    
     
Jesus com a Gente!